segunda-feira, setembro 04, 2006


Porta para o Mundo (Door to the World)

4 comentários:

Luis Pestana disse...

Portas ha em todo o lado, é preciso é saber abri-las ou fecha-las na altura certa...

Felipe Costa disse...

Interessante o teu blog...
Sou um iniciante em fotografia... vou passar a acompanhar o que acontece por aqui...
Tb criei um blog de fotografia...se puderes comentar de vez em quando era fixe =P
Passa por lá...

Anónimo disse...

Parece a porta de um inter-regional. Isso traz-me boas recordações.

Gato Preto

Luis Pestana disse...

"Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.

Que sei eu do que serei, eu que não sei o que sou?
Ser o que penso? Mas penso tanta coisa!
E há tantos que pensam ser a mesma coisa que não pode haver tantos!

O mundo é para quem nasce para o conquistar
E não para quem sonha que pode conquistá-lo, ainda que tenha razão.

Come chocolates!
Olha que não há mais metafísica no mundo senão chocolates.
Olha que as religiões todas não ensinam mais que a confeitaria.

Sempre uma coisa defronte da outra,
Sempre uma coisa tão inútil como a outra,
Sempre o impossível tão estúpido como o real,
Sempre o mistério do fundo tão certo como o sono de mistério da superfície,
Sempre isto ou sempre outra coisa ou nem uma coisa nem outra."

Álvaro de Campos